O membro mais em conta da gama P10 chama-se Lite, tem um design diferente e agora, com preço em baixa, torna-se numa boa opção dentro da gama média


A moda das versões Lite dos smartphones de topo veio para ficar e são já várias as marcas que os apresentam no seu portfólio. Na verdade, é um bom truque para conseguir criar uma relação com o consumidor que não pode ou não quer gastar muito dinheiro num novo terminal, por muito desejável que seja. Afinal, os telefones ainda servem para… telefonar, não é?

A Huawei apostou cedo neste conceito e tem vindo a mimar o mercado com versões menos puxadas dos seus topos de gama. Corta-se características aqui e ali, reduz-se tecnicismos acolá, junta-se tudo numa caixa bonita e exclama-se o maior e mais importante pregão destas coisas que é o preço bem mais baixo.

Mas será que este modus operandi não entra em conflito com os modelos que foram pensados de raiz para brilharem nesse mesmo segmento? Na verdade, com uma assinatura que envolve um P e um 10, tudo é ultrapassável.

Voicebox.pt - análise Huawei P10 Lite

Não posso fazer comparações com o P10 original, pois o Lite é todo um telefone diferente. A primeira reação que temos é de espanto, pois é um terminal muito elegante e bonito. Vistoso, até, principalmente nesta cor negra onde se percebe no topo traseiro uma ligeira nuance com tom mais escuro que envolve a secção da câmara fotográfica, um toque de design familiar que foi apresentado com o P9 e mais tarde o Nova.

Ter um P10 sem a dupla câmara Leica é quase como ter um gelado de nata da geladaria Itália sem a fantástica calda de verdadeiros morangos a acompanhar. Ficamos sempre com meio paladar. Mas eu prometi que não ia comparar o P10 Lite com o P10.

Fisicamente, o P10 Lite está muito bem construído e faz lembrar os modelos da marca de Cupertino, com as laterais metálicas a preencher mais espaço e a mostrar cantos bem redondos. A traseira em vidro dá um toque de classe, evoca modelos mais dispendiosos e, em conjugação com o chassis metálico, promete até alguma resistência contra uma queda ou outra. E isso, meus caros, é muito positivo quando é tão polida que nos escorrega muito facilmente da mão. Aconselho uma capa protectora.

Voicebox.pt - análise Huawei P10 Lite

A escolha do ecrã é acertada, com uma tela de 5,2” com resolução 1080p, bom para todas as tarefas inclusive o teste sempre complicado de ler o que está no ecrã sob o sol forte de um Agosto lisboeta. Gosto das cores menos saturadas que as propostas da Samsung, por exemplo, pois sempre achei mais confortável para leitura o tratamento mais frio do espectro.

Em cima temos a ficha para ligação de phones (3,5mm), na base a grelha para a coluna monofónica e a ligação USB tradicional. Faz pouco sentido quando se começa a ver uma standardização do novo Type-C e ainda por cima faz parte da família de topo da Huawei…

Voicebox.pt - análise Huawei P10 Lite

Na traseira encontramos o sensor de impressões digitais por baixo da câmara de 12MP e abertura de lente f/2.2 com um sensor 1/128. É neste campo que pensamos no irmão P10 (já para não falar do P10 Plus), mas ainda conseguimos ter o autofocus por detecção de fase, Flash LED e modo HDR para aquele punch qualitativo e mais vibrante. Na verdade, esta câmara é muito satisfatória e até mereceria um aplauso se o smartphone nem fosse desta linhagem, o que é sempre um pouco injusto em comparação directa com adversários da mesma gama de preço. O resultado é francamente bom, com cores nada saturadas e uma nota talvez um pouco ou nada menos positiva para o tratamento dos detalhes.

Voicebox.pt - análise Huawei P10 Lite

A câmara frontal é uma unidade com 8MP e autofocus, mais que suficiente para uma espectacular selfie.

A Huawei tem uma App fotográfica muito competente com bastante espaço para uma aventura mais criativa através do controle manual e de filtros criativos já conhecidos da marca, como o Pintura de Luz e Lapso de Tempo. Existe até um modo Profissional que acompanha a marca de água, modo específico para documentos que é fantástico, a saturação Gourmet e ainda a Nota de áudio, para salientar os mais interessantes.

E quanto ao coração do Lite? Bom, encontramos um processador octa-core da família Kirin, desta vez o 658, bem menos poderoso que o 960 que equipa os topos da linha. Mas, na verdade, chega e sobeja para todas as tarefas do dia a dia, mais a mais porque está muito bem acompanhado por 4GB de RAM, aqui sim, um luxo para o segmento. Para guardar todos os nossos dados, são bem vindos os 32GB de armazenamento que são expansíveis por cartão. O EMUI 5.1 é a última versão disponível que está mais limpo e bem mais fácil de utilizar. De referir que este Interface de Utilizador tem o bónus dos muitos temas a escolher e essa é também uma mais valia.

Voicebox.pt - análise Huawei P10 Lite

A bateria com 3000 mAh garante um dia de alguma acção, tanto a ver uns quantos vídeos no Youtube como a responder aos amigos pelas redes sociais. Sim, também serve para muitos telefonemas, algo cada vez mais raro de ver fazer num moderno smartphone. Mas cuidado se gostam de jogos mais gráficos pois, nesse caso, convém levar um powerbank na mala ou mochila.

Voicebox.pt - análise Huawei P10 Lite

Resumindo

O P10 Lite já não é uma novidade no mercado e o preço caiu bastante o que o reforça como opção na gama média. Se os iniciais 340 euros eram puxados, os actuais 280 euros catapultam-no para uma das escolhas mais acertadas num segmento bastante interessante.

Sendo assim, passa a ser uma aposta certa pois é um terminal muito bonito, com características adequadas à utilização mais comum e um logótipo que já não deixa ninguém indiferente.

O ecrã é a mais valia de todo o pacote, um verdadeiro luxo imagético, assim como os 4GB de RAM que fazem voar as aplicações.

Mas cuidado, não o deixem cair. É muito escorregadio e vale muito a pena gastar alguns trocados para uma capa protectora.

PVP actual: a partir dos 280€

Voicebox.pt - análise Huawei P10 Lite

João Gata

Começou em vídeo e cinema, singrou em jornalismo, fez da publicidade a maior parte da vida, ainda editou discos e o primeiro dos livros e, porque o bicho fica sempre, juntou todas estas experiências num blogue.

View all posts

Add comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Siga o VoiceBox

QUAL O MELHOR SMARTWATCH 2017?

A ESTREIA EM DUAS RODAS

Vídeo da semana