O gaming desenvolve o cérebro e a AOC ajuda os gamers a manterem-se saudáveis


O Gaming está na moda e as marcas de informática sabem bem que este nicho de mercado, que tem apresentado um crescimento invulgar de ano para ano, é um dos caminhos para ultrapassar a crise que os computadores de secretária e monitores têm sofrido na última década.

A AOC junta-se às marcas com alguma tradição nesta gama com monitores específicos de qualidade superior, design inovador e características técnicas de eleição.

A linha AGON promove activamente um gaming responsável e saudável e de acordo com este objectivo, apresenta um guia que enumera os benefícios sociais e cognitivos do gaming.

Longe de ser apenas útil enquanto elemento de diversão e entretenimento, o gaming melhora o processamento visual de informação, o processo de tomada de decisões e o trabalho em equipa.

Segue-se o Guia AOC

Capacidades cognitivas

A maioria dos jogos estimula a memória, a capacidade de concentração e o pensamento lógicoi. Algumas horas de gaming por semana podem fazer a diferença, independentemente da idade. Os jogos de estratégia em tempo real (Real-Time-Strategy – RTS), por exemplo, podem melhorar estas capacidades, já que o jogador precisa de analisar a situação face aos seus rivais, planear atempadamente a estratégia de ataque/defesa, lembrar-se das ações dos adversários e tomar contramedidas… e tudo isto num curto espaço de tempo. As melhorias resultantes na capacidade de atenção e na resolução de problemas terão seguramente consequências quotidianas na escola ou na empresa.

Tomada de decisões

Jogar videojogos pode ajudar a melhorar as competências nos processos de tomada de decisãoii iii. Muito embora alguns jogos requeriam decisões de milésimos de segundo que têm impacto direto no desenrolar da ação, em muitas situações, as decisões tomadas anteriormente podem alterar o curso de todo o jogo. Nos jogos de Role-Play (RPGs), até mesmo as decisões iniciais, que decidem por exemplo os atributos de uma personagem – e as consequentes interações com o mundo – têm profundas consequências nas características morais e no bem-estar da personagem. Alguns jogos de estratégia em tempo real requerem ainda que os jogadores analisem e reajam a múltiplos parâmetros para conseguirem ganhar o jogo.

Processamento de informação visual

Os jogos First Person Shooter (FPS) e os Shoot ‘em up requerem que os jogadores mudem rapidamente os seus pontos de atenção para diferentes partes do ecrãiv. Ao fazerem-no, os utilizadores precisam de manter uma visão periférica. Desta forma, o cérebro aprende a dividir a atenção e a melhorar o processamento da informação visual disponível. Uma vez que os jogadores não têm muito tempo para tomar decisões, os tempos de previsão e de reação tornam-se mais curtos. Há estudos que sugerem até que alguns gamers são tão precisos como pilotos de jatos.

Trabalho de equipa

Seja num jogo online com várias equipas, ou apenas um jogo cooperativo offline com alguns amigos, a maioria dos jogos requer que os jogadores trabalhem em conjunto em equipa. Populares jogos competitivos como alguns FPS e multiplayer online battle arena (MOBA) juntam equipas de 5 jogadores em que cada jogador apresenta as suas mais-valias, as suas fraquezas e competências próprias. Este tipo de colaboração irá seguramente ter consequências no espaço de trabalho ou na escolav.

Mantenha-se saudável

Os hospitais equipados com estações de gaming podem ter um impacto na recuperação de forma muito positivavi. Os doentes podem distrair-se e divertir-se jogando, ou interagindo socialmente com outras pessoas, de forma a reforçarem os seus níveis de otimismo.

A AOC preocupa-se com a saúde e conforto nas sessões de gaming

A AOC promove os benefícios do gaming. As suas tecnologias inovadoras vão manter os gamers saudáveis durante as longas sessões de gaming. Um monitor com uma boa ergonomia ajuda a assegurar uma postura adequada. As tecnologias Anti Blue Light / Low Blue Light da AOC reduzem o extremo azul do espetro, responsável por tensão ocular, dores de cabeça e distúrbios de sono. A tecnologia Flicker Free reduz o efeito de cintilação que pode traduzir-se em fadiga, tonturas e náuseas. A tecnologia i-Care utiliza sensores para detetar a intensidade de luz do quarto e ajusta os níveis de luminosidade de acordo com essa informação para que os olhos dos jogadores não sofram de fadiga quando se ambientam às diferenças de luz.

Muito embora existam vários estudos que abordam os diferentes aspetos positivos do gaming, a AOC enfatiza e promove um gaming responsável. É essencial que a utilização do computador seja parte integrante de uma vida equilibrada e saudável. Passar tempo em espaços ao ar livre, praticar desporto e juntar-se a amigos são também elementos primordiais.

Pode encontrar mais informações sobre este guia que aborda os benefícios do gaming, assim como recomendações sobre uma experiência de gaming saudável e responsável em: https://www.aocgaming.com/en/benefits

A AOC inova constantemente a tecnologia de monitores para conferir aos gamers a mais envolvente experiência possível e com os máximos benefícios para a saúde!

i The Benefits of Playing Video Games” Granic, I., Lobel, A., & Engels, R. C. (2014). The benefits of playing video games. American Psychologist, 69(1), 66.

ii Real-Time Strategy Game Training: Emergence of a Cognitive Flexibility Trait”, Glass, B. D., Maddox, W. T., & Love, B. C. (2013). Real-time strategy game training: emergence of a cognitive flexibility trait. PLoS One, 8(8), e70350.

iii Brain plasticity through the life span: learning to learn and action video games. Bavelier, D., Green, C. S., Pouget, A., & Schrater, P. (2012). Brain plasticity through the life span: learning to learn and action video games. Annual review of neuroscience, 35, 391-416.

iv Increasing Speed of Processing With Action Video Games”, Dye, M. W., Green, C. S., & Bavelier, D. (2009). Increasing speed of processing with action video games. Current directions in psychological science, 18(6), 321-326.

v The effects of playing cooperative and competitive video games on teamwork and team performance” , A Badatala, J Leddo, A Islam, K Patel, P Surapaneni (2016). The effects of playing cooperative and competitive video games on teamwork and team performance. International Journal of Humanities and Social Science Research. Volume 2; Issue 12; December 2016; Page No. 24-28

vi Therapeutic Uses of Active Videogames: A Systematic Review”, Staiano, A. E., & Flynn, R. (2014). Therapeutic uses of active videogames: a systematic review. Games for health journal, 3(6), 351-365.

João Gata

Começou em vídeo e cinema, singrou em jornalismo, fez da publicidade a maior parte da vida, ainda editou discos e o primeiro dos livros e, porque o bicho fica sempre, juntou todas estas experiências num blogue.

View all posts

Add comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Análises – reviews

Breves

Siga o VoiceBox, um blogue de João Gata