Todos sabemos que a forma de ver televisão mudou drasticamente nos últimos anos e que esta mudança ainda está somente a começar. As gerações mais novas já nem noção têm do que era estar à espera que um programa começasse e que isso obrigava a ficar na sala, ao lado de toda a família, em oração silenciosa enquanto se seguia as aventuras de uma telenovela ou filme. Aliás, os intervalos serviam para ir a correr fazer qualquer coisa importante (como até o João Baião gritava que se tinha cinco minutos para ir ao quarto de banho). Enfim, os hábitos mudaram tanto que a Netflix fez um estudo para perceber até quanto alterámos a nossa forma de ver TV.

Vamos a isso:

Segundo o estudo, mais de 30 milhões de subscritores em todo o mundo, intercalam o visionamento de filmes entre as maratonas das suas séries.

Após terminar uma série, a maioria dos membros da Netflix (59%) faz uma pausa, que habitualmente dura três dias, antes de começar a ver uma nova série. Durante esse intervalo, mais de metade (61%) vê um filme para manter vivo o sentimento da série. Os membros da Netflix frequentemente optam por ver comédias românticas como Aloha após assistir à deliciosamente excêntrica Unbreakable Kimmy Schmidt ou veem a comédia criminal The Big Short após a comédia dramática Orange is the New Black.

No nosso esforço contínuo para oferecer as melhores propostas de programação aos nossos membros, descobrimos que os filmes assumem um papel único nas rotinas das maratonas de visionamento”, diz Ted Sarandos, Chief Content Officer da Netflix. “É interessante ver como um terço dos nossos utilizadores segue esse comportamento e a forma como os filmes escolhidos por esses 30 milhões de subscritores combinam com as séries.”

Os resultados globais sobre quais os filmes vistos após algumas das principais séries da actualidade, também expõem padrões interessantes. Após assistir House of Cards, alguns membros vêem Beasts of No Nation trocando a política pela guerra, mas mantendo a narrativa densa sobre líderes intransigentes e implacáveis. Por outro lado, os seguidores de Stranger Things optaram por títulos semelhantes como Super 8. Entretanto, os fãs de Narcos mantiveram a sua curiosidade sobre o tráfico de drogas com títulos como Cartel Land.

Histórias sobre segredos arrepiantes levaram os membros das praias quentes de Bloodline até ao Midwest em Caminho para Perdição. A ligação cinematográfica entre Vince Gilligan e Quentin Tarantino não passou despercebida, os espectadores escolheram ver Pulp Fiction após Mr. White dizer o seu último adeus em Breaking Bad. Por seu turno, os fãs das tagarelas Gilmore Girls preferem reviver clássicos como Boneca de Luxo.

Os documentários também têm um papel importante nesta pausa pós-maratona. Os fãs de Marvel – Luke Cage continuaram à procura da justiça em Amanda Knox, enquanto os fãs de Black Mirror descobriram as consequências reais da tecnologia com Hot Girls Wanted. Curiosamente, embora a maioria dos espectadores de BoJack Horseman tenham escolhido stand-up comedy, alguns preferiram fazer uma pausa no caminho da autodestruição com a ajuda de Tony Robbins: I Am Not Your Guru.

Segundo o estudo existe uma excepção a este padrão – a comédia. Quando os espectadores procuram diferentes tipos de entretenimento, tendem a escolher séries de comédia. Este comportamento nota-se em especial após as séries de terror, pois os fãs do horror tendem a escolher com maior frequência comédias antes de passarem para o próximo conteúdo de pôr os cabelos em pé. Um exemplo, os espectadores de American Horror Story trocaram o horror pela comédia adolescente Mean Girls.

De acordo com o estudo, estas são as escolhas mais recorrentes de séries e filmes:

João Gata

Começou em vídeo e cinema, singrou em jornalismo, fez da publicidade a maior parte da vida, ainda editou discos e o primeiro dos livros e, porque o bicho fica sempre, juntou todas estas experiências num blogue.

View all posts

VOICEBOX é um Blogue de João Gata

Siga o VoiceBox

QUAL O MELHOR SMARTWATCH 2017?

A ESTREIA EM DUAS RODAS

Vídeo da semana