Oeiras é hoje o principal destino-sede das empresas de base tecnológica de Portugal


É, sem dúvida, uma grande notícia: a Google escolheu Portugal para instalar um novo Centro de Serviços e um hub tecnológico para a Europa, Médio Oriente e África. É coisa grande e que poderá ajudar a criar cerca de 500 empregos.

De salientar que a empresa já se encontra no nosso país desde 2007 e que é liderada por Bernardo Correia. Estes 500 empregos não terão exclusivamente a ver com a empresa mas também com o tipo de negócios que geralmente povoam a sua órbita, como fornecedores directos e indirectos.

Se António Costa exultou de alegria em Davos ao dar a boa nova, por cá, mais precisamente em Oeiras, foi o presidente Morais que já reivindicou a grande vitória.

“Havia vários países a disputar este investimento da Google e a gigante tecnológica norte-americana escolheu Portugal“, disse o primeiro-ministro numa conferência realizada no âmbito do Fórum Económico Mundial realizado na Suíça, citado pela Lusa.

“Esse é o nosso ‘core’ e esse é o nosso objectivo: lançar um novo ciclo que promova a manutenção do nosso modelo de desenvolvimento local, assente na qualificação do nosso território e captação de instituições de referência, para promoção do emprego e da coesão social”, considera Isaltino Morais.

O centro de serviços a instalar no país funcionará para apoio à zona EMEA (Europa, Médio Oriente e África).

No final do ano passado, em declarações ao Expresso, o presidente da Google EMEA, Matt Brittin, reconhecia que tinha chegado o “momento de investir no país,” apontando como vantagens do país o “bom estilo de vida” e a existência de apoios do Governo ao empreendedorismo.

João Gata

Começou em vídeo e cinema, singrou em jornalismo, fez da publicidade a maior parte da vida, ainda editou discos e o primeiro dos livros e, porque o bicho fica sempre, juntou todas estas experiências num blogue.

View all posts

Add comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *