Imprimir é caro e diz-se que a tinta de impressão é mais cara que o petróleo, mas a HP pensou numa opção que promete uma poupança de até 70%. Será um truque?


A HP escolheu a Cidade do Futebol para apresentar as novas gamas de computação aos jornalistas do sector. Mas eis que foi reservada uma surpresa para o final que surpreendeu todos os presentes: o novo e original serviço Instant Ink, algo que a ver pelas muitas questões apresentadas pelos jornalistas, pode vir a ser uma pedrada no charco.

A máxima dos responsáveis é “se até agora os consumidores se preocupavam apenas em imprimir, a partir de agora vão preocupar-se com o que vão imprimir” e tem alguma lógica: que tal pensar em imprimir uma fotografia colorida em formato A4 sabendo que vai custar exactamente o mesmo que a impressão de uma única frase a preto?

O que é o Instant Ink e porque está a despertar tanta atenção?

É um serviço de subscrição de tinteiros, ou seja, pagamos mensalmente um fee como no serviço triple Play lá de casa ou pelo streaming do Netflix.

Basta associar o cartão de crédito e escolher uma de três opções/planos:

  • 2,99/ mês para impressões ocasionais (50 páginas por mês)
  • 4,99/mês para impressões moderadas (100 páginas por mês)
  • 9,99/mês para impressões frequentes (300 páginas por mês)

Quais são as vantagens imediatas? Poupar o balúrdio que um pack de tinteiros custa, evitar a deslocação e gastos de tempo e dinheiro até à loja, receber por correio os tinteiros necessários a tempo útil e nunca mais pensar no que custa imprimir uma página a cores.

Quais as desvantagens? Temos de ter uma impressora HP compatível (lista lá em baixo), perceber muito bem se algum dos planos nos é favorável, a obrigação de associar um cartão de crédito e, quanto a mim mais importante, a possível perda de privacidade.

Porquê? Porque os tinteiros têm um chip que está em constante comunicação com a HP e é dessa forma que a marca sabe quando precisamos de tinteiros para enviá-los a tempo útil.

A esta minha questão, Paulo Matos, responsável da Categoria de impressão Doméstica da HP Portugal, respondeu que a HP é uma casa que sempre protegeu os seus clientes e fá-lo com distinção no mercado empresarial. É, portanto, um não problema. Porém, passa a ser obrigatório entender o extenso manual de políticas de privacidade, termos e condições antes de carregar no “sim”. Mas, na verdade, ninguém lê estes documentos pois sabemos, à priori e na maior parte dos casos, que temos de concordar com tudo e mais alguma coisa para conseguirmos ter o serviço funcional.

Mas será que vale a pena?

Vou descrever o meu próprio exemplo: há meses em que não imprimo uma folha em casa, mas há outros, por exemplo este, em que a minha mulher já despejou dois packs de tinteiros devido a uma proposta que tem trabalhado. Se fizermos as contas, e se um pack completo para a minha impressora custa cerca de 70€, já gastei 140€ este mês o que é, a todos os títulos, uma fortuna para quem depois não pode descontar esta despesa em lado algum.

Uma subscrição mensal no plano mais baixo (3€ grosso modo) custa anualmente 36€. Mesmo o serviço topo de gama por 10€ mensais sai a 120€ anuais…. ora se gastei 140 neste mês…

Mas vamos a outras considerações: a verdade é que este exemplo vale o que vale e muitos de nós sabemos mais ou menos quantas folhas se imprimem lá em casa. Agora vamos a outras dúvidas levantadas na apresentação: então e se, por exemplo, ultrapassar o número máximo de impressões, digamos, por duas ou três? O “tinteiro” sabe e envia os dados à HP. Durante os meses em que são necessárias páginas adicionais, os clientes poderão subscrever conjuntos de 15, 20 ou 25 páginas por apenas mais 1€ dependendo do plano que subscreveram.

Há, no entanto, alguma justiça em todo o enquadramento; vamos supôr que imprimimos sempre 40 folhas em vez das 50. Essas 10 acumulam para o mês ou meses seguintes. Ok, boa medida! Ah, e o primeiro mês é gratuito e também podemos cancelar o serviço quando desejarmos.

Tudo isto soa mesmo muito bem. Mas há sempre um mas. Qual será o Vosso? Gostava realmente de saber a vossa opinião.

Lista de impressoras HP compatíveis (se a V/ não estiver na lista, basta verificarem se está apta neste link :

Série HP DeskJet 2620

Série HP DeskJet 3630

Série HP DeskJet 3730

Série HP ENVY 4520

Série HP ENVY 5030

Série HP ENVY 5540

Série HP ENVY 7640

Série HP ENVY Photo 6230

Série HP ENVY Photo 7130

Série HP ENVY Photo 7830

Série HP OfficeJet 4630

Série HP OfficeJet 5220

Série HP OfficeJet 5740

Série HP OfficeJet Pro 6830

Série HP OfficeJet Pro 6970

Série HP OfficeJet Pro 8610

Série HP OfficeJet Pro 8710

Série HP OfficeJet Pro 8730

Série HP DeskJet 2630

Série HP DeskJet 3720

Série HP ENVY 4500

Série HP ENVY 5020

Série HP ENVY 5530

Série HP ENVY 5640

Série HP ENVY Photo 6220

Série HP ENVY Photo 7120

Série HP ENVY Photo 7820

Série HP OfficeJet 3830

Série HP OfficeJet 4650

Série HP OfficeJet 5230

Série HP OfficeJet 6950

Série HP OfficeJet Pro 6960

Série HP OfficeJet Pro 8210

Série HP OfficeJet Pro 8620

Série HP OfficeJet Pro 8720

Série HP OfficeJet Pro 8740

João Gata

Começou em vídeo e cinema, singrou em jornalismo, fez da publicidade a maior parte da vida, ainda editou discos e o primeiro dos livros e, porque o bicho fica sempre, juntou todas estas experiências num blogue.

View all posts

Add comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Análises – reviews

Breves

Siga o VoiceBox, um blogue de João Gata