Grundig (2)

Sou do tempo em que o boom da TV a cores aconteceu com marcas como a Salora, a ITT/Ideal Color, a Normende… Lá em casa optou-se por uma NEC que sobreviveu, com cores, até hoje, mesmo sem essa modernice do telecomando. Mas o mercado era dominado por duas das mais espectaculares marcas globais de electrónica de consumo, uma germânica, outra holandesa: a Grundig e a Philips…

A Grundig desapareceu em terras lusas, a Philips fechou as portas à oferta audiovisual, apostando no Lar, Saúde e tratamento do corpo humano. Tenho pena. E com mais fiquei quando dei com estes stands… Destaque ainda para a Singer, a Hyundai, a Schaublorenz…

Hyundai

Grundig

Singer

Philips

Philips (3)

Philips (2)

 

João Gata

Começou em vídeo e cinema, singrou em jornalismo, fez da publicidade a maior parte da vida, ainda editou discos e o primeiro dos livros e, porque o bicho fica sempre, juntou todas estas experiências num blogue.

View all posts

Add comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Análises – reviews

Breves

Siga o VoiceBox, um blogue de João Gata