ferrari

A Ferrari escolheu a Kaspersky Lab para que se encarregue da sua segurança informática e o sistema de TI da Ferrariem Maranello tem todos os seus endpoints protegidos.

Esta relação baseia-se em valores e visão comuns, como a paixão, a inovação, a tecnologia de vanguarda e um desejo constante de alcançar o êxito. “Embora trabalhemos em indústrias muito diferentes, a Kaspersky Lab e a Ferrari têm muitos valores em comum a uni-las”, afirma Eugene Kaspersky, presidente e CEO da Kaspersky Lab. “Ambas pretendem atingir as metas mais altas possíveis e têm sempre o desejo de ir mis longe “.

Defesa contra os elevados volumes de malware e ataques dirigidos, protecção máxima da infra-estrutura e antecipação às ciber-ameaças, são os factores chaves desta relação, principalmente quando se trata de máximo rendimento e desempenhos ímpares encontrados numa das linhas de produção mais sofisticadas do mundo, onde os altos níveis de automatização se combinam com técnicas de precisão, dados de testes e mais de 2.000 colaboradores que formam uma complexa infra-estrutura de alto valor que necessitava de cumprir requisitos de segurança únicos. O parceiro de segurança escolhido pela companhia devia, por isso, ser capaz de se integrar neste ecossistema para oferecer uma protecção de vanguarda sem ter impacto no rendimento do sistema.

“Durante as corridas de fim-de-semana, a segurança TI também é muito importante. Os engenheiros e o resto do pessoal nem sempre estão ligados ao nosso sistema protegido, têm que se deslocar constantemente e devem manter os seus telemóveis, computadores pessoais, tablets, etc. a salvo de ameaças. Temos que garantir que contam com o mesmo nível de segurança, seja em que lugar estiverem: no aeroporto, no hotel ou no circuito. O que é importante para nós é que todos estejam protegidos e que não ocorram falhas. É necessário proteger todos os dados que fluem de ida e volta a partir o circuito de Maranello e fora dele”, destaca Francesca Duri, responsável pela infra-estrutura de TI na Ferrari.

“Para proteger os dados de propriedade intelectual sensíveis necessitávamos de um parceiro tecnológico forte, com uma solução de segurança TI completa, de vanguarda”, afirma por seu turno o CIO da Ferrari, Vittorio Boero. “Tivemos algumas intrusões bem-sucedidas no passado, pelo que é de extrema importância contar com uma solução fiável para as nossas operações diárias”.

 

Algum historial oficial:

Segurança na “pole”

A Ferrari já tinha tomado uma decisão estratégica de implementar medidas de segurança novas e mais estritas com o objectivo de proteger os seus processos de produção e garantir a segurança dos pilotos. Mas precisava também de uma solução capaz de combinar uma gestão simples, que proporcionasse uma supervisão total sobre sistemas complexos e que mantivesse o controlo sobre os custos operacionais associados à implementação e ao uso de um novo software.

A Ferrari testou uma grande selecção de soluções de segurança antes de se decidir pela Kaspersky Lab. “Analisámos outras soluções disponíveis no mercado, levando a cabo uma investigação profunda para ver se proporcionavam a segurança e o rendimento superior à plataforma que tínhamos implementado, não só no Gestione Industriale (complexo da fábrica da Ferrari), como também no Gestione Sportiva, o nosso negócio de Fórmula 1”, destaca Boero.

“O que mais impressionou a Ferrari na nossa tecnologia foram as elevadas taxas de detecção de malware”, conta a Kaspersky. “Testámos o software em alguns dos seus dispositivos e todos ficaram impressionados com o que a nossa solução detectou e que o seu produto anterior ignorava. Este facto fez com que as negociações Ferrari-Kaspersky Lab fossem mais além “.

Foram feitas provas rigorosas e avaliações comparativas durante mais de seis meses. A equipa principal de especialistas e engenheiros da Kaspersky Lab trabalhou para conseguir uma solução que se pudesse integrar perfeitamente na complexa infra-estrutura da Ferrari.

A experiência técnica da equipa da Kaspersky Lab foi um factor importante na decisão da Ferrari. “As nossas equipas colaboraram juntas de uma forma muito eficiente “, assinala Eugene Kaspersky. “Criámos relações com todas as áreas de negócio, desde as equipas de apoio aos programadores, e fomos capazes de personalizar e desenvolver algumas das nossas soluções únicas para trabalhar como a Ferrari necessitava”.

A protecção proactiva, um rendimento de alta velocidade e um maior controlo foram decisivos para a Ferrari, além “da capacidade da Kaspersky Lab de interceptar o malware que outras soluções não detectavam e da sua flexibilidade para se adaptar aos requisitos da Ferrari para estabelecer uma estratégia de segurança convincente e inovadora para os anos futuros”, refere o CIO da Ferrari.

Uma relação de êxito

Em Abril de 2013, a Ferrari já tinha anunciado que la tecnologia de segurança da Kaspersky Lab começaria a ser instalada em mais de 2.500 endpoints em toda a empresa no final desse ano. As implementações adicionais foram realizadas ao longo de 2014, com o objectivo de proteger também os dispositivos móveis e, eventualmente, os servidores de infra-estrutura.

Esta decisão marcou a evolução numa relação que começou em 2010, quando a Kaspersky Lab se tornou num dos patrocinadores da equipa de Fórmula 1 da Ferrari.

“Estamos muito satisfeitos por podermos continuar a desenvolver o nosso projecto conjunto na área tecnológica e esperamos que este acordo de cinco anos seja só uma primeira etapa”, diz o CIO da Ferrari. De acordo com o director geral da Kaspersky Lab para Itália e Mediterrâneo, Aldo del Bo, “este acordo reflecte o início de novos desenvolvimentos e oportunidades para os produtos de próxima geração, para que as tecnologias inteligentes se generalizem também nos veículos de gama alta”.

Mas, ainda mais importante, como diz Del Bo: “a Ferrari é uma das marcas mais valiosas do mundo e a Kaspersky Lab protege-a. Esta associação irá evoluir à medida que comecemos a inovar e a combinar as nossas tecnologias e os valores da Ferrari”.

João Gata

Começou em vídeo e cinema, singrou em jornalismo, fez da publicidade a maior parte da vida, ainda editou discos e o primeiro dos livros e, porque o bicho fica sempre, juntou todas estas experiências num blogue.

View all posts

Add comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Análises – reviews

Breves

Siga o VoiceBox, um blogue de João Gata