k9

Kaspersky apresentou em Madrid as soluções de segurança para 2017

A convite da Kaspersky, um grupo de jornalistas portugueses viajou até Madrid para ter um vislumbre do que se passa neste mundo conectado. Escondidos num bunker e trajados a rigor, fomos confrontados com uma realidade assustadora, como por exemplo, os perigos das redes públicas abertas ou o descuido que é ligarmos o nosso telefone com pouca bateria a um terminal de recarga público. Em suma, parece que tudo o que é público é mau. Será verdade? 42% dos utilizadores mobile ligam-se a redes públicas quer em restaurantes, aeroportos, bares, etc. passando por hospitais e serviços públicos. Como eu o faço, com certeza os leitores deste artigo também têm este comportamento. Agora uma questão: já foram consultar a conta bancária depois disso? Descobriram alguma variação por mínima que seja? Ah… não prestaram atenção…

k8
Sabiam que há hackers ligados a uma dessas redes à espera que nos liguemos? Por exemplo, numa conferência em que todos os presentes se vão conectar à rede disponível e cuja password está escarrapachada em todo o lado. Porque será que mal a casa esteja composta eles são os primeiros a sair? Os dados das nossas contas bancárias estão, afinal, no nosso smartphone pois já pagamos contas e serviços através dele. E este é apenas um exemplo.

Nesta acção da Kaspersky, terão sido os três casos reais apresentados (e que são comuns a milhões de utilizadores) que mais captaram a audiência. Relatados por actores que personificaram as vítimas desta ou aquela violação digital, é mais fácil perceber que ninguém está imune. Pior, somos alvos fáceis.

O primeiro trimestre de 2016 conheceu um incremento de 30% só em ramsonware e os usuários pagam para recuperar o controlo dos seus equipamentos. É um problema que afecta todos os sistemas operativos e apenas 23% dos usuários usam um método de segurança e fazem cópias de segurança. Eis alguns conselhos:

Nunca aceitem actualizações automáticas
Evitem clicar mensagens com endereço desconhecido
Cuidado com as aplicações. Escolham fontes seguras e nunca nenhuma das outras
Estejam atentos a comportamentos estranhos em todas as suas formas

k7

Prestem maior atenção ao comportamento dos filhos
Na nossa infância, sem internet, fomos aconselhados a não falar com estranhos e nunca, mas mesmo nunca, aceitar comida oferecida por eles. Também fomos ordenados a nunca entrar em carros conduzidos por pessoas estranhas e a lista não parava. Hoje, os miúdos têm computadores e smartphones e o mundo é muito mais pequeno.
A verdade é que os miúdos não vivem sem redes sociais. 1/3 está disposto a mentir uma vez na rede (sobre a idade real ou outras informações) e muitos dizem onde estudam ou onde vivem, dando de mão beijada todas as pistas necessárias para um crime.
Cuidado!
É muito importante que os pais passem informação e experiência aos filhos. Que discutam exemplos e problemas e que actuem em conformidade.

k6

Por tudo isto, é apenas obrigatório que nos escudemos da melhor forma possível, sendo os anti-vírus fundamentais e obrigatórios em todos os nossos equipamentos. Logicamente que depois de sermos obrigados a encarar a dura e perigosa realidade, queremos encontrar a protecção adequada e a Kaspersky é das marcas mais reputadas neste ramo. A acção serviu para a apresentação ibérica das novas soluções – Kaspersky Internet Security e Kaspersky Total Security que fornecem oportunidades adicionais aos utilizadores para que estes possam gerir a sua segurança na internet e garantir a protecção dos seus dados, sendo dirigidas a toda a família e sistemas operativos.

Há diversas novas funções a destacar nas versões deste ano dos produtos da Kaspersky Lab para Windows. Os utilizadores podem agora, com a ajuda da Secure Connection, evitar que os seus dados sejam interceptados durante uma conexão pouco segura à internet. A juntar a isso, conseguem, ainda, corrigir potenciais falhas na segurança dos seus dispositivos através do Software Updater e do Software Cleaner.

Estas soluções protegem vários dispositivos (computadores, tablets ou smartphones) e, através do System Watcher, bloqueiam comportamentos perigosos como, por exemplo, pishing, ataques e tentativas de espionagem através de webcams, entre outros. O Safe Kids garante ainda protepção às crianças quando navegam na internet, armazenamento de passwords de forma segura e cópias de segurança encriptadas dos nossos dados mais valiosos.

Na Kaspersky Lab acreditamos que a segurança não se reduz apenas à eficácia das soluções; a família, que está online, deve estar protegida. É importante também a própria experiência cibernética dos utilizadores e a sua ‘ciberinteligência’: os mais entendidos têm comportamentos mais cautelosos, estão mais alerta e mais bem preparados para aplicar os mais recentes desenvolvimentos tecnológicos na protecção do que é mais importante para eles – seja informação pessoal, ficheiros, privacidade; quer se trate de dispositivos móveis ou da segurança da sua família. Nós esforçamo-nos para oferecer aos utilizadores estas possibilidades através de cada versão melhorada das nossas soluções,” afirma Alfonso Ramirez, Director Geral da Kaspersky Lab Iberia.

Estudo 1 – quantos de nós somos afectados quando viajamos? os perigos das redes wifi abertas

Estudo 2 – quantas apps tem instaladas no seu equipamento e que não usa? eles são um chamariz para os hackers

Secure Connection permite que os utilizadores se conectem à internet de forma segura encriptando todos os dados recebidos e enviados através da rede. Isto é particularmente importante quando se trata de operações financeiras, autorizações em sites ou transferência de informações confidenciais, já que nestes casos a intercepção deste tipo de informação por estranhos pode resultar em perdas importantes (financeiras, por exemplo).

Software Updater: um dos métodos mais comuns de penetração de malware nos computadores é a utilização de erros em alguns programas instalados. Ainda que os programadores actualizem frequentemente os produtos, nem todos os utilizadores o fazem nos seus dispositivos. O Software Updater consegue localizar automaticamente as aplicações que necessitam de uma actualização e, se o utilizador concordar, instalar as últimas versões provenientes dos sites oficiais. O utilizador pode, também, solicitar a actualização de uma aplicação manualmente ou adicionar qualquer uma delas à lista de aplicações que não devem ser actualizadas (no caso de querer a versão anterior).

Software Cleaner informa os utilizadores de alguma aplicação que tenha sido instalada sem o seu conhecimento ou consentimento (por exemplo, um software adicional durante a instalação de outra aplicação), e se esta torna o dispositivo mais lento, se fornece informações incompletas ou incorrectas sobre as suas funções, se opera em modo background, se mostra banners publicitários ou mensagens sem permissão ou se, simplesmente, raramente é utilizada. Depois de receber um relatório do Software Cleaner, o utilizador pode remover ou deixar ficar a aplicação.

João Gata

Começou em vídeo e cinema, singrou em jornalismo, fez da publicidade a maior parte da vida, ainda editou discos e o primeiro dos livros e, porque o bicho fica sempre, juntou todas estas experiências num blogue.

View all posts

VOICEBOX é um Blogue de João Gata

Siga o VoiceBox

QUAL O MELHOR SMARTWATCH 2017?

A ESTREIA EM DUAS RODAS

Vídeo da semana