digital-capsule_66_original

Recentemente, o todo poderoso CEO da Netflix, Reed Hastings, foi a vedeta da conferência WSJDLive (Wall Street Journal) onde falou acerca do futuro (a curto e médio prazo) do entretenimento audiovisual. Reed sabe que as coisas mudam a uma velocidade invulgar e que os comportamentos podem ser extremados em menos de meia década, assim como os gostos e as necessidades de quem paga serviços. Tal como a TV tradicional tem de lutar contra a Net e os novos serviços por streaming, estes também batalham contra todas as outras formas de entretenimento, desde os meios tradicionais (livros, rádio, revistas, tv, cinema, jogos, etc.) até aos meios mais actuais (blogs, canais Youtube, chats, jogos online, etc.) e a nova #trend que se aproxima a passos muito largos (Realidade virtual, por exemplo).

Então, como será o futuro do entretenimento na óptica de Reed? Vai passar pela realidade virtual e total alheamento do mundo físico através de óculos e consolas ou será ainda mais ousado? Reed afirmou que será diferente e, possivelmente, de origem farmacêutica. Ou seja, drogas!

Ora isto fez-me pensar nas “red pill” e “blue pill” que Neo toma na trilogia Matrix, no cogumelo mágico que Alice ingere ou no que os Jefferson Airplane tão bem cantam (One pill makes you larger / And one pill makes you small / And the ones that mother gives you / Don’t do anything at all).

Desde tempos imemoriais que as drogas ajudam o ser humano a transpor fronteiras, chegar a outros estádios, acima e quase exclusivamente, a alhear-se desta normalidade para conseguir sentir outras noções (com tudo o que isso implica). Para a Netflix, este será o adversário mais complicado de bater, pois sabe bem que o ser humano é naturalmente propício a vícios. Para Reed, o futuro é uma incógnita pois ainda não vislumbrou qualquer solução para conseguir combater drogas alucinogénicas exclusivamente dedicadas ao entretenimento audiovisual.

 

 

João Gata

Começou em vídeo e cinema, singrou em jornalismo, fez da publicidade a maior parte da vida, ainda editou discos e o primeiro dos livros e, porque o bicho fica sempre, juntou todas estas experiências num blogue.

View all posts

VOICEBOX é um Blogue de João Gata

Siga o VoiceBox

QUAL O MELHOR SMARTWATCH 2017?

A ESTREIA EM DUAS RODAS

Vídeo da semana