Elegante, leve e de fácil condução o mais recente modelo Piaggio destaca-se pela qualidade de construção, consumo reduzido e grande performance

Este post publicado em Fevereiro ocasionou um convite da Piaggio.

Primeiro a obrigatoriedade de formação, pela Prevenção Rodoviária, depois o empréstimo de uma Liberty durante 15 dias.
Lisboa nunca mais vai ser a mesma.


O mais recente ataque desferido pela câmara municipal de Lisboa a quem tem e usa o automóvel, vindo de fora ou habitando e pagando a cidade, aumentou as dificuldades de quem tem de trabalhar usando as avenidas, ruas e becos de uma cidade estrangulada e caótica porque mal planeada.

Não é com ataques terroristas contra quem guia que se consegue resolver problemas graves, mas sim com uma aposta concreta e coerente na dinamização das plataformas públicas existentes e muitas outras a existir.

Como se pode exigir não levar o carro para a cidade quando a maior parte dela não tem transportes rápidos e constantes? Sim, na verdade, a cidade é das pessoas. O problema é que as pessoas têm de se descolar de A a B (e a C depois a Z passando por E retornando a B para ir até F e dar um pulo a J para finalmente poder descansar em L para finalizar em A).

Bom, com milhares de lugares de estacionamento automóvel actualmente destruídos pela política camarária de terra queimada, resta uma solução: aprender a andar de mota e comprar uma. Lisboa, contudo, pode ser madrasta para esta opção, pois com médias acima de 30ºC no cada vez mais prolongado Verão, não é a mais confortável para usar capacete e blusão de protecção, e o inverno com os buracos na estrada, as lombas e as calhas dos eléctricos são um íman para as quedas.

Mas para grandes males, grandes remédios e a obrigação de se viver numa cidade é a obrigatoriedade de atravessá-la.

Por todas estas razões, tenho olhado com muita atenção as motoretas que andam por aí, catrapiscando o olho às mais recentes, procurando uma pechincha naquele modelo que mais gosto. Mas tenho um problema: nunca conduzi um veículo de duas rodas sem ser “motorizado” pelas minhas pernas. Como não será isso que me demoverá, abro espaço para apresentar a nova Piaggio Liberty que alia a tradicional qualidade de construção da marca (e o preço) ao consumo reduzido e a uma performance muito interessante.

A nova Piaggio Liberty incorpora de série sistema de travagem ABS (na versão 125) compatível com o Euro 4. Apresenta-se com dimensões aumentadas tornando-se mais confortável e segura, graças ao diâmetro superior da roda dianteira.

A família de motores Piaggio I-Get Euro 4 na versão refrigerada a ar é introduzida pela primeira vez na Liberty.  Os novos motores, com níveis de qualidade e fiabilidade superiores, garantem um consumo e emissões inferiores, graças ao desenho de natureza modular que aumenta a eficiência de cada parte individualmente a fim de contribuir para maximizar o desempenho.

Disponível em duas versões (50 e 125 cc) os motores a 4 tempos da Piaggio Liberty são ultra-modernos, tendo cada detalhe, desde o escape até ao filtro de ar, sido desenhado para tornar a condução mais suave e silenciosa. Piaggio I-Get 125 cc é um motor monocilindro, completamente novo, tanto em termos de componentes mecânicos como de gestão electrónica.

Especial destaque para o novo motor de arranque (70% mais silencioso) e para a cobertura da caixa de velocidades (que reduz o ruído e aumenta a rigidez). Um cuidado especial foi ainda dedicado ao desenvolvimento da nova embraiagem cujas características maximizam o prazer de condução ao proporcionar uma aceleração mais suave no típico “pára-arranca” do trânsito citadino.

O escape, também totalmente novo, torna o motor mais silencioso garantindo em simultâneo um timbre mais completo e agradável.

Segurança: novo quadro, nova ergonomia e novo sistema ABS

Desenvolvida para garantir e maximizar a segurança, a nova Liberty integra um quadro completamente novo, com uma estrutura sólida de suporte único em aço tubular com elementos de chapa de metal prensados. A nova rigidez torsional (+15%) e longitudinal (aumentada em 17%) garantem uma melhor maneabilidade e estabilidade de condução aumentando a sensação de controlo absoluto do veículo.

Na parte dianteira, uma forquilha telescópica hidráulica opera com geometria renovada. O amortecedor traseiroúnico de ação dupla, ajustável na pré-carga da mola, permite que a Liberty se adapte ao peso do condutor e do passageiro.

Com uma posição de destaque no segmento “roda alta” a nova Liberty aumenta o diâmetro da roda dianteira (passando de 15’’ para 16’’).  O aro traseiro de 14’’ integra um generoso pneu de 100/80, garantindo estabilidade e aderência mesmo em velocidades mais elevadas, sem comprometer a agilidade da lendária scooter.

O sistema ABS de controlo electrónico de travagem (disponível na versão 125cc) desenvolvido pela Piaggio em parceria com a Bosch evita que a roda dianteira bloqueie nas paragens súbitas ou em superfícies escorregadias.  Em todas as versões (incluindo a 50cc) o sistema de travagem é constituído por um disco dianteiro de 240 mm e um tambor traseiro de 140 mm.

A elevada qualidade dos componentes da Piaggio Liberty – como o duplo cabo de acelerador, que permite fechar mecanicamente o corpo de injecção, ou sensor de inclinação, que desliga imediatamente o motor em caso de queda – garantem a máxima segurança de condução.

Ergonomia e funcionalidade

Com um harmonioso e fluído design, a nova Liberty torna-se mais dinâmica, maior e mais confortável, apresentando uma ergonomia geral que coloca o condutor (masculino ou feminino) no centro da sua atenção: a carenagem frontal torna-se mais protectora; os faróis dianteiros em LED, garantem a visibilidade do veículo, de dia e de noite; o novo guiador integra novos comandos de controlo de luzes e a nova instrumentação electrónica integra um display LCD com controlo no guiador.

Na zona do porta luvas, graças ao deslocamento da bateria, o espaço foi praticamente duplicado, passando de 2 para 4 litros. Também o espaço para armazenamento de carga ou capacete (localizado sob o assento) foi aumentado em 30%, passando de 12,5 para 17 litros.

Um novo nível de conforto é introduzido na nova Piaggio Liberty: a parte central do veículo é agora mais confortável tanto para o condutor como (graças ao poisa-pés rebatível) para o passageiro.  O selim, completamente remodelado e particularmente grande, foi alongado para um maior conforto quando utilizado por duas pessoas.

A nova Piaggio apresenta-se em duas configurações: a clássica, dedicada aos condutores mais maduros, disponível em branco, azul e castanho e a desportiva (Liberty S) que se destaca pelas cores mais ousadas (vermelho e prateado) preferidas por condutores mais jovens e dinâmicos.

 

Acessórios: uma gama completa, tecnológica e exclusiva

Para além dos mais tradicionais e clássicos acessórios, a Piaggio desenvolveu para a nova Liberty uma gama específica, altamente tecnológica e com verdadeiros exclusivos para uma scooter desta categoria: sistema de anti-roubo eletrónico; localizador de veículo; Piaggio Multimedia Platform (PMP) e dispositivo de navegação GPS desenvolvido pela Tom Tom para scooters (Tom Tom Vio Piaggio edição especial).

João Gata

Começou em vídeo e cinema, singrou em jornalismo, fez da publicidade a maior parte da vida, ainda editou discos e o primeiro dos livros e, porque o bicho fica sempre, juntou todas estas experiências num blogue.

View all posts

Siga o VoiceBox

QUAL O MELHOR SMARTWATCH 2017?

A ESTREIA EM DUAS RODAS

Vídeo da semana