A Relonch 291 apresenta um conceito inovador de fotografia “as a service” em vez de comprarmos uma câmara e respectivos cartões


Esta engraçada Relonch 291 produzida por uma marca de nome COO Yuriy Motin vem introduzir o conceito da fotografia “as a service“, ou seja, por subscrição mensal de 99€ que dá direito a uma câmara com sensor APS-C de 20MP baseada na tecnologia que a Samsung usou nas câmaras Galaxy NX.

O conceito é simples. Imaginem: chegamos ao aeroporto de destino, vamos à banca e levamos uma 291 sem gastar dinheiro e pronta a disparar.

A Relonch 291 não tem ecrã, nem flash, não usa película (filme), não tem ranhura para cartão de memória e nenhum botão de ajuste. É apontar, pressionar o obturador até meio para se conseguir focar e até ao fim para fotografar. Ao fim e ao cabo, faz lembrar as Lomo (lomografia).

Mas então, como ver o resultado? Simples: através de uma conexão 4G, as fotos são transferidas automaticamente para o servidor da Relonch que escolhe as boas (através de um algoritmo, claro está) e apaga as más. A edição é automática e ainda está em fase beta, mas pelo que se vê pela net, os bonecos são francamente bons.

Depois, o resultado é transferido em pequenos ficheiros para escolhermos as que queremos. Cada uma, com qualidade final, custa cerca de 1€.

Mas 99€ de subscrição não é caro? Nem por isso: lá fora a câmara é gratuita. E esta?

Mais info aqui.

 

 

João Gata

Começou em vídeo e cinema, singrou em jornalismo, fez da publicidade a maior parte da vida, ainda editou discos e o primeiro dos livros e, porque o bicho fica sempre, juntou todas estas experiências num blogue.

View all posts

Add comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Siga o VoiceBox

QUAL O MELHOR SMARTWATCH 2017?

A ESTREIA EM DUAS RODAS

Vídeo da semana