LG8K

O cadeia televisiva nipónica NHK declarou que vai transmitir os jogos Olímpicos de Tóquio (marcados já para 2020) com qualidade 8K. Sim, ainda poucos de nós usufruem das maravilhas do 4K, já estão os japoneses a dizer que isso é passado. Mas como irá isto acontecer se só existe à venda UM televisor 8K com um preço impróprio para cardíacos? Então, para tornar isto possível, nada melhor que assinar um convénio com a Sony e Panasonic para acelerar os processos.

Grosso modo, o 8K necessita de quatro vezes mais banda larga que o 4K o que vai implicar o desenvolvimento de uma nova tecnologia de compressão de dados e também de streaming. A Sony e a Panasonic têm desenvolvido câmaras e restante equipamento broadcast para os estúdios da NHK e é natural que este novo esforço já tenha bases pensadas há muito tempo. O problema é que o 8K será ainda mais selectivo economicamente quando o 4K só agora começa a ter preços comportáveis pela maior parte dos consumidores que continuam satisfeitos com as suas Full HD a 1080p. E isto porque a qualidade de emissão é deplorável na maior parte dos casos (falo de Portugal) o que é um travão real para este tipo de investimento. Nem existem emissões a 4K quanto mais a 8, certo?

Acontece que o Japão é todo um outro mundo e a NHK já emitiu parte dos recentes jogos do Rio em 8K para ser visto no único modelo que se pode comprar, um Sharp com 85″ e cujo preço é de 130.000 dólares. Mas não podemos menosprezar a própria saúde da Sony e Panasonic que podem ter nesta associação o empurrão que falta para se mostrarem mais avançadas que as sul-coreanas que inundaram o mercado com os seus muitos modelos 4K.

 

João Gata

Começou em vídeo e cinema, singrou em jornalismo, fez da publicidade a maior parte da vida, ainda editou discos e o primeiro dos livros e, porque o bicho fica sempre, juntou todas estas experiências num blogue.

View all posts

Siga o VoiceBox

QUAL O MELHOR SMARTWATCH 2017?

A ESTREIA EM DUAS RODAS

Vídeo da semana