Tardou mas finalmente aconteceu: a Sony rendeu-se à câmara dupla como unidade principal fotográfica no seu novo tipo de gama Xperia XZ2 Premium


Se no início do mês a Sony Mobile convidou algumas pessoas para assistir à apresentação de parte da nova gama de smartphones, com evidente destaque para o Xperia XZ2 e muita admiração pela ausência do XZ2 Compact (quem a notou), é com alguma surpresa que o dia de hoje fica marcado pelo anúncio de um novo topo de gama, o Xperia XZ2 Premium, que, este sim, demonstra a vitalidade de uma marca que tem vindo a perder fulgor comercial, principalmente em Portugal, devido a algumas opções comerciais e de posicionamento.

Nunca escondi a minha preferência pelos Xperia, mas ultimamente não tem havido oportunidade para perceber em que ponto estão em relação ao nível da concorrência. Aguardo pela marcação de análise ao novo XZ2, mas…

Bom, então o que vem a ser isto do XZ2 Premium? Em primeiro lugar, o destaque óbvio, porque é a primeira vez num Sony, da presença de uma dupla câmara principal e que está anunciada como uma das mais espectaculares unidades que o mercado conhece. Não me admira, visto que é neste segmento que a Sony marca pontos no mercado mobile pois empresta as suas artes e engenhos à maioria dos fabricantes de smartphones.

A câmara dupla apresenta um sensor de 19 MP RGB com abertura f/1.8 e sensor de 12 MP monocromático com abertura f/1.6, muito à semelhança da política que a Huawei iniciou anos atrás. Os valores ISO impressionam (51,200 em fotografia chegando a 12800 em vídeo) e contamos com as tecnologias da casa que fazem a diferença: gravação 4K com SteadyShot, super-slo-mo a 960 fps e Zoom digital 8X. A marca escolheu uma câmara de 13 MP para as selfies.

Como não poderia deixar de ser, mas nestas coisas o que era certo ontem amanhã pode ser um inconseguimento (como a falta de entrada 3.5mm), a Sony reforça os gabaritos deste Premium com som estéreo através de duas colunas frontais com máximo garante qualitativo, ou não fosse uma unidade compatível com Áudio de Alta resolução, Surround e todos os algoritmos que a casa desenvolveu.

De resto, e para além de continuar a nova filosofia de design iniciada com a família XZ2, aposta no processador Qualcomm Snapdragon 845, 6/64 GB com expansão por cartão, e ainda um outro factor WOW: ecrã 4K HDR de 5,8″!

A bateria parece curta para tanta qualidade, pois apresenta-se com 3540 mAh com suporte para carregamento sem fios. O sensor de impressões digitais está agora no painel traseiro (logo eu que gostava bem mais do posicionamento lateral), há certificação IP65/68 e vem com Oreo.

Mas há mais: tal como no ZX2, existe uma clara aposta em tornar os Xperia como parte integrante da família Sony, podendo ser utilizados como comando para jogos (vibram e tudo, através de um engenhoso esquema que usa as colunas de som), entre outras características únicas.

O preço promete também estar ao nível da qualidade perceptível.

 

João Gata

Começou em vídeo e cinema, singrou em jornalismo, fez da publicidade a maior parte da vida, ainda editou discos e o primeiro dos livros e, porque o bicho fica sempre, juntou todas estas experiências num blogue.

View all posts

Add comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Análises – reviews

Breves

Siga o VoiceBox, um blogue de João Gata