winglights

E que tal uns pisca pisca para a bicicleta?
Já existem algumas soluções, mas não tão práticas quanto as WingLights.

A ideia é simples: são dois extremos que se colocam onde estão as tradicionais tampas dos manípulos, como as franjinhas para dar um exemplo.

winglights-11

Cada ponta une-se como um íman à parte que fica dentro do guiador. Tem um módulo LED para a luz intermitente e a construção é à prova de chuva e poeira. Retirar as pontas é muito fácil, basta puxar até vencer a força do íman e ambas unem-se magneticamente para serem facilmente transportáveis. Assim os larápios não ganham o dia.

winglights-10

E como se “faz o pisca”? Basta carregar na borracha que está na ponta de cada módulo do guiador que dá a ordem para os traseiros também se ligarem. O pisca dura automaticamente até 45 segundos mas podemos desligá-lo com uma segunda pressão na mesma borracha.

As pilhas são daquelas tipo moeda (CR2032) e duram até 2000 curvas.

 

João Gata

Começou em vídeo e cinema, singrou em jornalismo, fez da publicidade a maior parte da vida, ainda editou discos e o primeiro dos livros e, porque o bicho fica sempre, juntou todas estas experiências num blogue.

View all posts

Siga o VoiceBox

QUAL O MELHOR SMARTWATCH 2017?

A ESTREIA EM DUAS RODAS

Vídeo da semana